Tudo Que Você Precisa, Você Já Tem

Tudo que precisa, você já tem (foto por Rocketpack)
Tudo que precisa, você já tem (foto por Rocketpack)

Texto por Leo Babauta, foto por Rocketpak.

Há uma fonta de pedra famosa (ou “tsukubai“) do lado de fora do ainda mais famoso templo Ryoan-ji em Kyoto, Japão, com quatro caracteres japoneses que dizem: “Ware taru tada shiru”.

Este é um ditado Zen que pode ser traduzido de diversas formas, mas o meu favorito é:

“Tudo que você precisa, você já tem.”

Eu acho que é uma maneira tão bonita de olhar a vida.

Enquanto você está aqui lendo este artigo, faça uma pausa e faça uma avaliação da sua vida agora. As possibilidades são de que você tem comida suficiente, roupas, abrigo e outras necessidades básicas em sua vida. Você também pode ter entes queridos, pessoas que se preocupam com você. Você está (na maioria das vezes) confortável, sem quaisquer necessidades ou desesperos. Tudo que você precisa, você já tem.

E, no entanto, não vemos a vida desta forma… Estamos sempre insatisfeitos, à procura de mais conforto, mais amor, mais conhecimento, mais certeza, mais posses, mais comida, mais entretenimento, mais aprovações. Eu faço isso também – não estou criticando quem faça. Nós, muitas vezes, não incorporamos a ideia de que nós já temos o suficiente.

Se nos lembrarmos de fazê-lo, podemos dar graças por aquilo que temos. Podemos apreciar a beleza, a preciosidade, apreciar cada momento, apreciar estarmos vivos.

Então, para mim, a questão é: como podemos aprender a incorporar esta idéia?

“Tudo que você precisa, você já tem.”

Aprendendo a incorporar que temos o suficiente

É bom dizer que temos tudo que precisamos, mas o que isso significa na prática? Que ações podemos tomar para nos ajudar a lembrar disso?

Acho útil lembrar alguns princípios em meu dia a dia:

  1. Apreciação. Se nós temos tudo o que precisamos, o problema é que nos esquecemos desse fato simples. Assim, podemos desenvolver o hábito de perceber o que já temos, sendo grato por isso. Podemos apreciar as pessoas em nossas vidas (em vez de reclamar sobre elas), os bens que já temos (em vez de pensar que precisamos de mais), a comida que comemos, o momentos simples que muitas vezes nem percebemos ser uma dádiva (em vez de querer ainda mais entretenimento e distração).
  2. Respeito. Se nós apreciamos algo ou alguém, podemos tratá-los com respeito. Na tradição Zen, curvando-se para os outros e até mesmo para a sua almofada de meditação são uma parte profunda da prática. Ele mostra um respeito para o mundo que está em torno de nós, o mundo que nos apoia e que estamos profundamente conectados, que fazemos parte. Você pode não querer se curvar a todos que encontrar, mas você pode fazer um arco mental para eles, oferecendo respeito internamente, mesmo se você não fizer qualquer sinal de que você está se curvando. Ela aparecer em suas outras ações.
  3. Voltando-se para os outros. Se já temos o suficiente, por que nos preocupamos tanto com nós mesmos? Por que não vemos o que podemos fazer para os outros? Há outros que estão sofrendo, talvez morrendo de fome ou que enfrentam violência, ou talvez apenas doentes com ansiedade ou depressão. Não podemos resolver todos esses males sozinhos, é claro, mas se fizermos o nosso melhor para ajudar os outros, tanto quanto possível, talvez possamos contribuir para a melhoria da vida de todos os seres. Isso não significa que você precisa gastar cada hora a se dedicar a ajudar outras pessoas, mas mesmo avaliar se suas ações e motivações levam em consideração os outros, já é uma boa prática.

Então, como vamos aprender a incorporar esses princípios? Através de hábitos e rituais.

Rituais para incorporar que temos o suficiente

É difícil lembrar de estar presente, grato e ciente de que temos o suficiente ao longo do dia, com tudo o que temos em nossas vidas, com todas as nossas distrações e histórias pessoais.

Então, eu recomendo criar pequenos rituais que nos ajudam a lembrar.

Aqui está uma lista de idéias para estes rituais, mas eu não recomendo fazê-los todos e, especialmente, não fazê-los todos de uma vez – tente um de cada vez e ver o que mais te ajuda:

  1. Acorde e faça uma pequena prece de agradecimento pelo que você tem em sua vida.
  2. Crie um diário, um caderno de anotações, e escreva um parágrafo de agradecimento toda noite.
  3. Quando você encontrar alguém, curve-se para ele, em sua mente, por respeito. Você pode tocar o seu coração ou oferecer-lhes um sorriso se isso ajudar.
  4. Quando você comer, faça uma pequena prece de agradecimento a todos que fizeram sua refeição possível (agricultores, cozinheiros, transportadores, suas famílias, etc.). Aprecie cada mordida, se puder.
  5. Antes de começar uma nova atividade (uma tarefa de trabalho, de um treino, uma reunião), faça uma pausa e pergunte a si mesmo sua intenção nesta atividade. Irá de alguma forma ajudar os outros?
  6. Quando você terminar uma atividade, mostre respeito pelos outros, seu ambiente e seu equipamento, limpe-o e organize-o com respeito em vez de ir direto para a próxima atividade.

Há outros rituais, é claro, mas estes já são um bom começo.

Você também pode se perguntar, antes de comprar alguma coisa, se você realmente precisa de mais ou se você tem o suficiente. Pergunte a si mesmo, antes de ir para um aplicativo no seu telefone ou um site no seu computador, se você está fazendo isso para ajudar os outros ou para cumprir alguma “necessidade” que na verdade você não precisa ser cumprida. Pergunte a si mesmo como você interage com as outras pessoas, se você está mostrando-lhes profundo respeito e apreço, se você está focado em ajudá-los ou somente se proteger.

Pergunte a si mesmo, regularmente durante todo o dia, se você tem tudo que você precisa. Eu acho que você vai descobrir que você tem e, reconhecendo cada vez mais, você poderá ver e sentir o milagre que isto é.

Texto originalmente publicado no site Zen Habits do Leo Babauta. Tradução e adaptação por Viva mais verde!

Opt In Image
Saiba sempre quando houver um novo texto!

Assine nossa newsletter e mantenha-se atualizado com novos artigos que buscam melhorar as nossas vidas. Seu email jamais será divulgado. É prático, eficiente e seguro!