Motivação: a vida é simples, basta sair da sua prisão

Motivação: a vida é simples, basta sair da sua prisão

O problema com a vida é que pensamos que ela é difícil. Nós pensamos demais e temos a péssima mania de querer saber o resultado de cada decisão que tomamos antes mesmo de a tomarmos. Temos de saber como as coisas vão funcionar mesmo antes de começar. Isto acaba com nossa motivação.

A verdade é que a vida é extremamente simples, mas precisamos agir da maneira certa. Os três princípios abaixo são a chave para seguir o seu próprio caminho e abraçar a vida:

  • Ouvir a si mesmo
  • Parar de resistir
  • Confiar na viagem.

Temos muito potencial para construir a vida que merecemos. Ainda mais quando abrimos as nossas asas. Então por que insistimos em sermos medianos?

Nos condicionamos

Nós, obviamente, temos muito a desaprender. Para começar a criar a vida que merecemos, temos que nos livrar daquilo que encurta a nossa visão e que nos impede de enxergar as verdadeiras oportunidades da vida. Retire do passado, para tentar ver tudo com novos olhos.

Faça do passado a sua caixa de ferramentas, não o seu mestre do mal.

Viva no presente, olhe para tudo como se fosse a primeira vez, com paixão. Use o seu pensamento crítico para tomar as decisões que lhe permitirão liberar o seu poder. Você vai começar a tomar decisões certas e fazer a coisa certa, mesmo sem perceber. Pare de pensar em como as coisas devem ser feitas e comece a sentir.

Temos medo

Há medo escondido atrás de cada decisão que tomamos. Aprenda a identificá-lo:

O medo do fracasso/sucesso
Medo de não ser bom o suficiente
O medo do desconhecido
Medo de ser julgado
O medo de tomar o caminho errado
O medo de arrependimentos

Não fazer algo é a melhor maneira de ter arrependimentos na vida.
Não morra antes de viver.

Você nunca vai se arrepender de qualquer decisão importante que você fez se você não deixar que o medo conduza suas ações. Cada passo importante de seu crescimento pessoal e o caminho para a liberdade pessoal foram construídos por ações que envolviam risco. O medo é a morte.

Estamos todos aqui por um curto período de tempo, por isso não deixe o medo impedi-lo de viver.

Pensamos demais

Há um poder infinito e invisível neste mundo que não conseguimos nem tentar imaginar em nossa mente (chamamos de Deus, Universo, ou qualquer outro nome). Estamos flutuando pelo espaço em um pedaço de pedra de 3 bilhões de anos de idade. Nós não temos nenhuma idéia do que está acontecendo, não temos idéia de como as coisas funcionam.

Pare de acreditar que sua mente confusa e cheia de medo lhe dará as respostas.

Use sua mente para criar a visão que você quer ter para sua vida e, em seguida, tenha fé e faça as coisas acontecerem por meio de ações. Tudo que você pode imaginar, você pode alcançar. Não se limite ao que já existe ou ao que as outras pessoas fazem. Você é o arquiteto de sua própria vida.

O maior milagre de todos é que você está vivo, neste planeta.

Não há nada que não possa ser feito, apenas tenha fé e dedicação. Sua própria existência não é nem explicável. Pare de tentar saber tudo ou você vai estar sujeito a uma grande quantidade de sofrimento. Basta confiar na inteligência invisível que está em todo lugar e que faz tudo fluir perfeitamente.

Temos aversão ao risco

Cada ser humano que realizou um grande ato começou a partir de um grande risco e saiu da sua zona de conforto.

“Risco” é um rótulo, é apenas o medo do desconhecido, medo do fracasso. Abraçar o risco é o primeiro passo para a vida que você merece.

Você não tem que pensar demais. Se você sente que é a coisa certa a fazer, apenas faça. Você não tem que saber todos os passos do caminho, basta continuar no caminho.

Se está alinhado com o seu verdadeiro eu, o universo irá conspirar para ajudá-lo em seu caminho. Mais uma vez, você não tem que saber “como”, basta dar o salto, ter a visão e deixar a vida fazer o que faz melhor. Olhe para a natureza: tudo é certo, tudo é perfeito, mas nada na natureza resiste ao que verdadeiramente é.

A falta de autoconhecimento

Autoconhecimento é a chave para todos os itens acima. Sem autoconhecimento, o seu ego e seus medos irão conduzir suas ações.

Sem autoconhecimento, as escolhas aleatórias se tornam o padrão. Escolhas inconscientes levam a uma vida que você não escolheria ter, que você não gostaria de ter.

Saiba quem você é, saiba o que você quer, experimente coisas novas. Aprenda sobre si mesmo, cresça, leia, explore, interaja, ame, falhe, falhe muito, se machuque e tente novamente. É um caminho sem fim, então pare de se concentrar na linha de chegada: a linha de chegada é a própria jornada.

Nos conformamos

Todos nós somos únicos, mas a sociedade nos julga com os mesmos padrões.

A única maneira de viver é seguir o seu próprio caminho.

Ao abraçar a sua singularidade, reconhecer que você é único, você retoma seu poder.

Ninguém sabe o que está acontecendo, mas todo mundo está copiando um ao outro para evitar ser julgado ou visto como diferente. Como resultado disso, o nível de mediocridade nunca esteve tão alto.

Todo mundo está perdido, andando como cegos achando que sabem onde estão indo. Quando você está consciente que está perdido, você pode fazer a melhor escolha para voltar ao caminho, voltar à jornada. Você pode olhar ao redor, aproveitar a viagem.

Não existe um futuro ou uma linha de chegada. Quando você abraça a viagem, nada é difícil. Pare de resistir, abrace a vida e tudo se tornará mais fácil. Abra suas asas e voe com seu pleno potencial. Você sempre teve esse poder dentro de si mesmo, todos nós temos. Ter mais autoconhecimento em sua vida é a chave para a largada que tanto precisa.

Lembre-se: A vida tem cem vezes mais capacidade de te proporcionar coisas boas do que sua mente pode sequer imaginar. Apenas saia da sua prisão e divirta-se.

Texto escrito por David Ams. A tradução e a adaptação é uma iniciativa do Viva mais verde!

Opt In Image
Saiba sempre quando houver um novo texto!

Assine nossa newsletter e mantenha-se atualizado com novos artigos que buscam melhorar as nossas vidas. Seu email jamais será divulgado. É prático, eficiente e seguro!