A Prática de Tomar Decisões Ousadas e Evitar Arrependimentos na Vida

decisões

A Prática de Tomar Decisões Ousadas e Evitar Arrependimentos na Vida

Hoje você está seguindo um caminho.

A pergunta é: este é o caminho que você realmente gostaria de estar?

Este caminho atual está te levando para frente no ritmo que você gostaria?

Ele está te proporcionando as oportunidades de crescimento que você deseja?

Este caminho te permite estar com os tipos de pessoas que você realmente quer estar?

Ele realmente está te levando na direção que você quer ir? Se não, como você pode seguir o caminho que quer? E uma vez que esteja em um caminho melhor, como você pode se manter nele para alcançar seus objetivos?

A maioria das pessoas não está no caminho que poderia levá-las aonde elas realmente querem ir. Em outras palavras, nossas decisões diárias – grandes e pequenas – acabam sendo um reflexo deste nosso caminho atual.

Você pode ter inicialmente começado por um caminho desejado. Mas, como os aviões que são constantemente colocados fora de curso, sua vida também pode ficar fora de curso. Mesmo um grau a mais na rota, durante um período de tempo suficientemente longo, pode te levar para longe do destino desejado. E isto, muitas vezes, pode significar anos ou décadas que você nunca poderá ter de volta.

Duas citações se encaixam bem neste momento:

A vida de cada ser humano é um diário em que ele deseja escrever uma história e acaba por escrever outra. A sua hora mais humilde é quando ele percebe o volume de seu diário, comparando como está hoje com o que prometeu fazer antes.
J. M. Barrie

A maioria de nós tem duas vidas: a vida que vivemos e a vida que não vivemos e que carregamos dentro de nós. Entre as duas está a resistência em fazer o que queremos.
Steven Pressfield

Ninguém está isento desta realidade. Todos nós vivemos com algum tipo de conflito interno. Diminuir esta lacuna entre o que somos e quem queremos ser é completamente possível.

Os Dois Sistemas Motivacionais Que Regem Sua Vida

Simplificando, há dois sistemas primordiais que determinam e influenciam cada decisão e ação (ou omissão) em sua vida.

  1. Sistema de Inibição Comportamental (BIS)
  2. Sistema de Ativação Comportamental (BAS)

Seu sistema de inibição comportamental é o que você utiliza para sintonizar e perceber riscos ou ameaças em seu ambiente. Quando você percebe esses riscos ou ameaças, o seu sistema de inibição comportamental faz você parar de agir.

O seu sistema de ativação comportamental, por outro lado, é o que você utiliza para sintonizar e perceber a recompensas. Quando você percebe esses benefícios, o seu sistema de ativação comportamental encoraja a ação para que você possa obter a recompensa.

Estes dois sistemas estão em tensão constante um com o outro. Em cada situação, um destes sistemas está dominando o outro. Ou você está agindo, ou você está inibindo a ação.

Cada pessoa tem diferentes tendências em relação a estes dois sistemas. Algumas pessoas são muito mais orientadas à inibição, com uma alta sensibilidade aos riscos e ameaças. Outras são mais orientadas à ação, com uma alta sensibilidade à recompensa.

Ter uma sensibilidade elevada à recompensa tem sido associada a um comportamento impulsivo, tal como abuso drogas e alcoolismo. Na verdade, ter uma sensibilidade alta à recompensa é motivada pela busca constante por experiências novas e emocionantes.

Por outro lado, ter uma sensibilidade alta a riscos o impede de agir em direção aos seus objetivos mais altos.

Então, o que fazer? Como você pode superar o seu medo de riscos sem ir demais para o outro lado, o lado da impulsividade?

Como você pode se obrigar a agir, mesmo com ousadia, da forma mais eficaz possível?

O processo que você usa para tomar suas decisões é a parte fundamental. Se você está pensativo sobre suas decisões, você pode procurar as recompensas enquanto diminui os riscos. Um componente crucial na tomada de decisões de qualidade são justamente as condições em que você toma essas decisões.

Tony Robbins, um escritor e palestrante motivacional, explicou que você só deve tomar decisões grandes e importantes enquanto você estiver em um estado elevado de paixão pela vida, em estado de pico. Ao fazer desta forma, você se prepara para viver no mais alto nível consistentemente.

Infelizmente, a maioria das pessoas não toma grandes decisões em um estado de pico. Como resultado, a paixão desvanece e se perde a motivação.

Anote:

Para tomar decisões épicas, você quer estar em um estado de pico. Faça o que quer que te deixe em um estado natural de empolgação, onde você pode ouvir suas maiores intuições. Correr, aprender algo novo, escrever, estar na natureza, viajar, ajudar outras pessoas, colaborar com grandes ideias e estar com a minha família são as condições que normalmente me deixam em estado de pico. Assim, é nessas condições que eu geralmente tomo decisões e me comprometo com elas.

É nestes momentos que tenho a confiança e clareza para agir e seguir em direção aos meus objetivos mais altos.

Colocando-se Para Agir

As pessoas que são propensas ao perfeccionismo são mais suscetíveis a ter uma sensibilidade alta ao risco.

Eu tenho um amigo assim.

Apesar dele ser incrivelmente inteligente, seu perfeccionismo o assola. Ele acaba não iniciando grandes projetos porque as soluções são complexas ou confusas. Ele propositadamente se distrai com projetos menores e menos gratificantes para evitar as incertezas de seu grande projeto.

Robert Brault, autor, uma vez disse: “Somos desviados dos nossos grandes objetivos não por obstáculos, mas por caminhos mais claros e fáceis a objetivos menores.”

Meu amigo se desvia de seu grande objetivo porque os seus outros projetos têm um caminho mais claro e fácil. A incerteza e os receios associados a estar errado são o seu sistema de inibição comportamental trabalhando.

Em outras palavras, o seu excesso de foco nos riscos e a falta de foco na recompensa/objetivo o impede de agir. Em vez de agir, ele propositadamente distrai-se e sequer pensa na decisão. Esta atitude não o faz chegar mais perto de resolver seu problema.

Infelizmente, para o meu amigo e para muitos outros como ele, esta não é uma experiência única. Na verdade, é um reflexo de toda a sua vida. É como ele caminha com a sua vida.

Mesmo odiando o seu trabalho ele permanece lá, porque ele tem um caminho claro, fácil e seguro. Seus pais estão satisfeitos por ele estar trabalhando em uma empresa grande e de renome.

O que ele realmente quer na vida está cheio de incertezas e medo. Seu excesso de foco sobre os riscos inibe sua ação. Em outras palavras, o seu sistema de inibição comportamental enjaulou o seu sistema de ativação comportamental (o medo supera a possibilidade de recompensa).

Assim, não há nenhum passo sequer na direção desejada.

No entanto, há esperança para o meu amigo, mas ele vai precisar de coragem. Começa com a experimentação de estímulos relativos às recompensas de seu objetivo. Este estímulo pode ser sob a forma de dizer aos seus amigos que ele odeia seu trabalho e quer algo novo. Poderia ser também procurar outros empregos. Poderia ser estar ao redor de pessoas que estão tendo sucesso no que ele quer fazer. Todas estas ações podem contribuir para ele, eventualmente, seguir o caminho que ele realmente quer e executar as ações para isto.

Ele deve reequilibrar seus dois sistemas. Seu sistema de ativação terá de ser mais forte que o seu sistema de inibição. Até que ele esteja mais focado nas recompensas do que nos riscos de seus objetivos, ele nunca vai chegar no ponto onde a ação torna-se inevitável.

Anote:

Se você realmente quer algo, mas têm ressalvas, exponha-se a isso o tanto quanto você puder. Converse com as pessoas sobre isso. Saiba mais sobre isso. Quanto mais informação, experiência e exposição você tiver, mais provável que você vai tomar uma decisão embasada e comprometida.

Alguns meses atrás, este meu amigo escreveu em um pedaço de papel: No dia 11 de janeiro de 2017, eu vou sair deste trabalho.

Esse único ato criou um efeito muito maior em seu subconsciente. Este ato afetou seus comportamentos e ações, o que lhe permitiu concentrar com mais perseverança sobre as recompensas de seu objetivo. O fez ter mais conversas com as pessoas sobre o assunto e a refletir mais sobre o que ele realmente quer na vida.

Anote:

Coloque-se um prazo para agir.

Dê a si mesmo bastante exposição, coloque-se no meio das pessoas e das informações, e você eventualmente irá agir. No entanto, se você quiser um verdadeiro impulso, você vai precisar começar a agir antes de você se sentir pronto.

Você pode ser capaz de ouvir mais a sua intuição e, quando você fizer, você vai ser capaz de responder mais automaticamente ao invés de ter que passar um monte de tempo preparando-se para agir.

Anote:

Tome a ação antes de você achar que está pronto. Você nunca vai se sentir pronto. Ouça a sua intuição. Ela está falando com você agora. Quanto mais você ignorá-lo, mais difícil será para ouvi-lo.

Conclusão

Pode ser assustador colocar-se em um caminho épico na vida.

Se você é como a maioria das pessoas, você é sensível aos riscos e incertezas envolvidos no que você realmente quer fazer.

Você nunca vai agir se você não começar a colocar as coisas em movimento. Você precisa mudar o seu sistema motivacional da inibição para a ativação.

A melhor maneira de fazer isso é colocar-se em um estado de pico apaixonado e tomar decisões comprometidas a partir daquele estado.

O processo de tomar decisões e as condições em que você toma essas decisões são essenciais.

Eventualmente, você precisará agir. Esta ação, sem dúvida nenhuma, parecerá arriscada. Mas, com foco nas recompensas e nos resultados, você estará disposto a correr esse risco. Se as recompensas são atraentes o suficiente, você vai agir sem demora. As maiores recompensas não são materiais, mas focadas no propósito.

Novamente: isso é muito diferente de agir impulsivamente e com arrependimentos.

Tome a decisão.

Comprometa-se com a decisão.

Coloque-se em um estado mental e emocional para agir de acordo com as suas mais altas intuições.

Tenha a vida que você quer. Não ceda aos objetivos menores simplesmente porque eles têm caminhos mais claros e fáceis.

Quanto mais você esperar, mais tempo vai demorar para chegar onde você quer ir. O preço a se pagar por adiar suas decisões é muito alto.

Vá.

Continue a leitura

Abaixo estão indicações de leitura que tratam de ansiedade, como encarar os desafios da vida e como melhor enxergar o nosso caminho:

Texto escrito por Benjamin P. Hardy. A tradução e adaptação é uma iniciativa do Viva mais verde!

Opt In Image
Saiba sempre quando houver um novo texto!

Assine nossa newsletter e mantenha-se atualizado com novos artigos que buscam melhorar as nossas vidas. Seu email jamais será divulgado. É prático, eficiente e seguro!