O Propósito da Vida Não é Ser Feliz, é Ser Útil

Propósito da vida

O Propósito da Vida Não é Ser Feliz, é Ser Útil

Durante muito tempo, eu acreditei que o propósito da vida era um só: ser feliz.

Certo? Por qual outro motivo deveríamos encarar tanta dor e sofrimento? Só poderia ser para alcançar a felicidade de alguma forma. Este é o propósito da vida. Ou deveria ser. Ou ao menos é o que nos ensinaram.

E eu não sou a única pessoa que acreditava nisso. Na verdade, se você olhar ao seu redor, a maioria das pessoas estão buscando a felicidade em suas vidas. Esta maioria acha que este é o propósito da vida.

É por isso que estamos sempre comprando besteiras que não precisamos, dormimos com pessoas que não amamos e tentamos o tempo todo conseguir a aprovação de pessoas que não gostamos.

Por que fazemos estas coisas? Para ser sincero, eu não ligo para o motivo certo. Eu não sou um cientista. Tudo o que sei é que tem algo a ver com a história, cultura, meios de comunicação, economia, psicologia, política, era da informação, e por aí vai. A lista é enorme.

Nós somos o que somos.

A maioria das pessoas gosta de analisar por que as pessoas não são felizes ou não vivem vidas plenas. Eu não me preocupo com o porquê.

Eu me importo mais em saber como podemos mudar isso.

Há alguns anos, eu fazia de tudo para tentar ser feliz.

  • Você compra algo e você acha que isso te faz feliz.
  • Você se conecta com as pessoas e acha que isso te faz feliz.
  • Você consegue um emprego que paga bem e que você não gosta, e acha que isso te faz feliz.
  • Você sai de férias e você acha que isso te faz feliz.

Mas ao final do dia, você está deitado na sua cama (sozinho ou ao lado de seu cônjuge) e pensa: “O que vem a seguir nesta interminável busca pela felicidade?”.

Bem, posso te dizer o seguinte: você vai achar alguma outra coisa aleatória para correr atrás e que você acredita que te fará feliz.

É tudo uma fachada. Um engano. Uma história que tem sido construída ao longo do tempo.

Mas será que Aristóteles mentiu quando disse:

“A felicidade é o significado e o propósito da vida, é todo o objetivo e fim da existência humana.”

Acho que devemos olhar para a citação acima de um ângulo diferente. Porque quando você o lê, você pensa que a felicidade é o objetivo principal.

Mas como você pode buscar a felicidade?

A felicidade não pode ser um objetivo em si. Portanto, não é algo que se deve buscar.

Eu acredito que a felicidade é apenas uma consequência de se ser útil.

Quando eu falo sobre este conceito com os meus amigos, família e colegas, eu sempre acho difícil colocar isto em palavras. Mas eu vou tentar.

A maioria das coisas que fazemos na vida são apenas atividades e experiências.

  • Você sai de férias.
  • Você vai para o trabalho.
  • Você vai ao shopping.
  • Você sai para beber.
  • Você sai para jantar.
  • Você compra um carro.

Essas coisas normalmente te fazem feliz, certo? Mas elas não são úteis. Você não está criando nada. Você só está consumindo ou fazendo algo. E isso não é ruim.

Não me interprete mal. Gosto de sair de férias ou ir ao shopping. Mas para ser honesto, não é o que dá sentido à vida.

O que realmente me deixa feliz é quando eu sou útil. Quando eu crio algo que outros possam usar. Ou até mesmo quando eu crio algo que eu possa usar.

Durante muito tempo eu achei que era difícil de explicar o conceito de ser útil e a relação com a felicidade. Mas quando eu me deparei com uma citação de Ralph Waldo Emerson, os pontos se juntaram.

Ralph Waldo Emerson disse:

“O propósito da vida não é ser feliz. É ser útil, ser honesto, ser compassivo, fazer alguma diferença em sua vida.”

E eu não entendi isso antes de ter mais consciência do que estou fazendo com a minha vida. Parece difícil, mas é realmente muito simples.

O resumo é: O que você está fazendo faz a diferença?

Você fez coisas úteis na sua vida? Você não tem que mudar o mundo ou coisa do tipo. Apenas torná-lo um pouco melhor do que era antes de você nascer.

Se você não sabe como, aqui estão algumas ideias.

  • Ajude seu chefe com algo que não é de sua responsabilidade.
  • Leve a sua mãe ao cinema.
  • Faça uma colagem com fotos para o seu cônjuge.
  • Escreva um artigo sobre as coisas que você aprendeu na vida.
  • Ajude uma mãe com seu carrinho de bebê.
  • Ligue para o seu amigo e pergunte se você pode ajudar com alguma coisa.
  • Construa algo útil a você.

Estas são apenas algumas coisas que eu gostaria de fazer. Você pode fazer as suas próprias atividades úteis.

Entendeu? Não é nada complicado. Mas quando você faz pequenas coisas úteis a cada dia, o resultado é uma vida bem vivida. Uma vida que importa, que fez a diferença.

A última coisa que eu quero, e que você também não deve querer, é estar no leito de morte e perceber que você não fez a diferença que podia, que não agregou nada ao mundo (Leia mais: Arrependimentos ao Fim da Vida).

Uma forma diferente de pensar

Ser útil é uma forma de pensar, um estilo de vida. E como com qualquer forma de pensar, ela começa com uma decisão. Um dia eu acordei e pensei: O que estou deixando para este mundo? A resposta era: NADA.

E naquele mesmo dia eu comecei a escrever. Para você, pode ser pintar, criar um produto, ajudar idosos ou qualquer coisa que você tem vontade de fazer.

Não leve isto muito a sério. Não pense demais sobre isso. Basta fazer algo que seja útil. Qualquer coisa.

Continue a leitura

Abaixo estão indicações de leitura que tratam de ansiedade, como encarar os desafios da vida e como melhor enxergar o nosso caminho:

Artigo escrito por Darius Foroux.

Opt In Image
Saiba sempre quando houver um novo texto!

Assine nossa newsletter e mantenha-se atualizado com novos artigos que buscam melhorar as nossas vidas. Seu email jamais será divulgado. É prático, eficiente e seguro!